Lupus sintomas

Sintomas do Lúpus: os 6 principais observados no diagnóstico da doença

O lúpus é uma doença autoimune inflamatória crônica, na qual o sistema imunológico ataca o corpo.

Os sintomas do lúpus podem ser bem preocupantes pois podem atingir diversos órgãos.

Existem duas principais formas da doença: a cutânea e a sistêmica. A primeira, como o próprio nome indica, se manifesta exclusivamente na pele por manchas avermelhadas, em especial nas áreas mais expostas ao sol. Já a sistêmica se manifesta nos órgãos internos e no sangue.

Uma das características mais relevantes é que os sintomas do lúpus podem ocorrer em qualquer órgão do corpo, sem nenhum aviso, visto que o sistema imunológico, responsável por desencadear a doeeça, atua nas mais diferentes áreas do corpo.

O diagnóstico é feito com base neste sintomas, utilizados como critérios para a identificação por um médico reumatologista.

Além disso, exames de sangue também são muito úteis tanto para diagnóstico como para o seguimento clínico.

Diagnóstico do lúpus: o que é observado?

1# Alterações nas células do sangue

O sangue é composto por glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas, e o lúpus pode atacar todos os três.

Assim, apesar de a diminuição dos glóbulos brancos ser quase sempre assintomática, nos outros dois podem ocorrem sintomas mais visíveis, como hematomas na pele, sangramento na gengiva e anemia.

2# Alterações articulares

Estes sintomas do lúpus são clássicos e manifestam-se em cerca de 90% das pessoas afetadas. Podem ocorrer dores, acompanhadas ou não de inchaço nas juntas do corpo, podendo também ser identificadas pela tendinite.

3# Lesões na pele

Outro clássico sintoma do lúpus, já que se manifesta em cerca de 80% dos casos de lúpus.

Pode ocorrer fotossensibilidade, isso é, sensibilidade à luz, manchas avermelhadas no rosto, que se assemelham à silhueta de uma borboleta.

Além disso, são comuns manchas vermelhas ou roxas nas pontas dos dedos das mãos, pés e porção mais distal das pernas, conhecidas como vasculites.

4# Alterações nos rins

Acomete cerca de 50% dos pacientes e é extremamente preocupante. Não apresenta nenhum sintoma em seu início, detectada apenas por exames de sangue e urina. Quando muito, mostra escurecimento da urina ou formação de espuma na mesma.

O estágio avançado pode levar à insuficiência renal, sendo necessária a realização de diálise ou mesmo transplante de rim. Sem dúvida é um dos comprometimentos mas graves da doença.

5# Inflamação nas membranas do coração, pulmões e interior do abdome

Este é outro sintoma do lúpus relativamente comum e se manifesta por dores no peito, que podem ser ou não acompanhadas de tosse seca, dificuldade para respirar, palpitações e falta de ar.

6# Alterações neuropsiquiátricas

Apesar de ser a manifestação menos frequente, também pode ser um importante indicativo da doença, com sintomas que incluem alterações de comportamento, depressão e convulsões.

É fundamental a compreensão dos sintomas da doença por parte da paciente para conseguir alcançar a qualidade de vida.

Instrumentos laboratoriais no diagnóstico do lúpus

Diante desses sugestivos sintomas de lúpus, o reumatologista pedirá um exame de sangue e de urina para uma verificação mais detalhada de possíveis alterações no organismo.

O exame FAN (Fator Anti Nuclear) é um teste laboratorial preliminar e por não ser específico para o lúpus, tem um papel de triagem. Para ter uma maior certeza sobre a presença ou não da doença, o especialista lança mão de outros testes mais específicos para o diagnóstico.

Outros exames específicos, ou critérios propagados pelo Colégio Americano de Reumatologia, também podem ser utilizados para o diagnóstico do lúpus, caso o especialista sinta necessidade.

Quer saber mais? Clique no banner e saiba mais sobre reumatologia.

Siga-nos nas nossas redes sociais : Facebook e no Instagram

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp