OSTEOPOROSE e alimentação

O leite e seus derivados são as principais fontes de cálcio da alimentação.
O leite e seus derivados são as principais fontes de cálcio da alimentação.

Por que é importante ter uma alimentação saudável?

A prevenção da osteoporose através da alimentação deve estar presente em todas as fases da
vida para garantir níveis adequados de cálcio e vitamina D no corpo.


O tratamento nutricional não irá reparar o dano causado, mas pode ajudar a prevenir futuras fraturas. Além disso, ter hábitos de vida saudáveis ajudam a diminuir o avanço da Osteoporose.

Dentre esses hábitos estão:

Uma dieta equilibrada garantindo uma ingestão adequada de cálcio e vitamina D;
Limitar a ingestão de estimulantes (cafeína, chás escuros, etc.), bebidas alcóolicas e alimentos ricos em sal.

Vitamina D

Ela é produzida através da exposição solar e também podemos adquiri-la através da ingestão de certos alimentos de origem animal tais como ovos, peixes e outros.

A vitamina D tem um papel importante na absorção do cálcio no organismo. Portanto, o baixo consumo de alimentos fontes de vitamina D e insuficiente exposição solar podem interferir na absorção do cálcio. Nestas situações, pode ser necessária a suplementação com medicações.

Alimentos ricos em vitamina D: a maioria é de origem animal
Alimentos ricos em vitamina D: a maioria é de origem animal — Foto: Getty Images

Cálcio


Provavelmente você já sabe que o cálcio é importante para a saúde dos ossos. Ele é um nutriente que não produzimos no nosso organismo e, por isso, devemos adquirir através da dieta.

Cerca de 99% do cálcio do nosso organismo fica armazenado no osso. Quando temos uma dieta deficiente neste nutriente, o organismo passa a retirar o cálcio presente no osso, aumentando o risco de osteoporose.

Além do cálcio, lembre-se que você deve garantir a ingestão de vitamina D, fósforo e magnésio, que
favorecem a absorção de cálcio e a sua fixação nos ossos.

Em quais alimentos podemos encontrar o cálcio?


Os produtos lácteos são as melhores fontes de cálcio. Veja na tabela abaixo a quantidade de cálcio nos principais produtos lácteos:

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP. Núcleo de estudo e pesquisas em Alimentação. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TACO: 4° edição revisada e ampliada. 4C ed. [S.I.: s.n.], 2011. 164 p. Disponível em:
http://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/2017/03/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf.

As verduras de folhas verdes escuras, como brócolis, a couve e o espinafre são fontes alternativas de cálcio. Porém, a absorção do cálcio destes alimentos é menor quando comparadas ao leite e seus derivados.

Veja na tabela abaixo a quantidade de cálcio nos principais vegetais:

Fórmula usada: (Porção que será utilizada x Quantidade de Cálcio) /100mg (porção de acordo com a TACO)

Alguns alimentos dos grupos das carnes, frutas e leguminosas também podem ser boas fontes de cálcio, além de serem importantes para completar uma alimentação saudável. Veja na tabela abaixo a quantidade de cálcio:

Outros cuidados são importantes na alimentação para garantirmos a absorção do cálcio:

.
Alimentos ricos em sal devem ser evitados porque aumentam a perda de cálcio. Por esse motivo, é
importante seguir uma dieta adequada evitando os alimentos industrializados, como os produtos enlatados, embutidos, em conserva, defumados, molhos, caldos e temperos prontos.


A cafeína é outro exemplo de substância que prejudica a absorção do cálcio. Devemos evitar o consumo excessivo dos alimentos com alto teor de cafeína, como café, chás escuros e refrigerantes tipo cola.


A melhor opção é preparar as refeições sempre com produtos frescos e naturais.
Além dos aspectos nutricionais, o paciente com osteoporose deve evitar o tabagismo e o consumo
de bebidas alcoólicas.

Até o próximo texto e siga-me nas redes sociais : Facebook e Instagram

Referências

1. OSTEOPOROSE. In: COMISSÃO DE DOENÇAS OSTEOMETABÓLICAS E OSTEOPOROSE. Sociedade Brasileira de Reumatologia. Disponível em: http://www.reumatologia.org.br/doencas/cartilhas/.

  1. MOREIRA, Dra. Carolina. 10 coisas que você precisa saber sobre osteoporose. Disponível em:
    http://www.endocrmo.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-osteoporose/.
  2. PREVENTION and Treatment. In: WHO SCIENTIFIC GROUP ON THE PREVENTION AND MANAGMENT OF OSTEOPOROSIS. World Health Organization Prevention and Managment of Osteoporosis. Geneva: WHO, 2003. cap. 5, p. 86-120.
  3. Tabela 1: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP. Núcleo de estudo e pesquisas em Alimentação. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TACO: 4° edição revisada e ampliada. 4C ed. [S.I.: s.n.], 2011. 164 p.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp